Vida, morte, CO2...Em minha casa ou na tua?


Já sei que há muito tempo que não apareço aqui, nem dei justificação para tal. Posso dizer, se vos satisfizer uma alegoria, que estive enterrada no solo e adormecida com o Inverno, que nem uma semente preguiçosa e friorenta, e agora resolvi pôr duas folhas cá para fora e ver que tal está a paisagem, e se me apetece sair.

Cada ano novo faz-me (-nos) renascer para a vida como as plantas que teimam em resistir ao solo gelado e brotar da terra na Primavera, em míriades de sementes-clones da mãe que se sacrificou ao frio do Outono.

Já não é bem Primavera. Este ano fui uma planta bem preguiçosa.

Pode ter sido da idade, mas isso pode querer dizer que é porque agora já não sou uma simples semente que tem que obedecer ao ciclo de fecundação todos os anos, lutar contra o solo ano após ano, mas sim uma árvore sólida que chega a Fevereiro nua e tem que preparar todos os raminhos novos que vão nascer, suavizar os nós lenhosos para facilitar a vida a esses novos botões e fazer crescer raízes para partes de chão inexploradas.

Voltei agora porque me apeteceu e porque encontrei uma coisa que merece ser partilhada, distribuída, gritada aos ventos e de cima dos penhascos. Este site:


É um planisfério que indica, a partir do momento em que entramos, quantas pessoas nasceram, morreram e quanto CO2 foi libertado pelo país onde colocarmos o ponteiro do rato. Não demora quase nada a carregar.

P.S.:Pequena actualização: já não estou em Inglaterra (thank God!).

3 comentários:

Irina disse...

uau, deixou-me uma sensação de sufoco. provavelmente por ver o número de pessoas no planeta a aumentar tão rapidamente. alguém faça alguma coisa! homens, cortem os pirilaus!

Ana disse...

\o/ viva linda :) estou de volta à acção. e tu: dinâmica, como sempre. sabe bem a tua energia de vida. beijos de sol (lugar da paz: ex-kyo dake wa ;)

Naty disse...

Olá eu sou a Naty e passei para conhecer teu blog e gostei.parabens,voltarei
bjs naty