Buda e os gelados de chocolate


...Há uns tempos tive uma discussão interessantíssima com algumas colegas, em que falámos das várias técnica, terapias, filosofias e religiões que prosperam em livros nas estações de serviço e que incitam à transcendência da nossa condição humana.
...Já tinha dado por isso no mundo à minha volta, numa boa quantidade de pessoas a necessidade de ter coisas foi substituída pela necessidade de ser coisas. Mas a competição continua a mesma. Eu sou mais iluminado do que tu. A minha filosofia é melhor do que a tua. O meu Buda é melhor do que teu. E eu fiz 862 cursos que ensinam a contactar o guia interior, a fazer velas de cheiro, a canalizar 357 formas de energia e passo os serões a falar com o Arcanjo Gabriel.

...Acho que muita gente se sente tão encurralada pelos problemas que a forma humana nos traz que prefere afastar-se dela e se possível ir para o cimo de uma montanha meditar. Às vezes também me apetece, mas no fundo sei que a transcendência não é o (meu) caminho. Quero aproveitar ao máximo a minha forma humana e o que posso tirar dela, mesmo que ela seja uma fonte de problemas, a que prefiro chamar desafios. Prefiro o caminho da Imanência, mergulhar na minha humanidade a fundo. E quanto mais me familiarizo com as capacidades e manias desta forma de ser, mais admiro cada pessoa na sua maravilhosa complexidade, e mais tolerante me torno em relação aos que estão tão presos na teia da sua humanidade que lhes chamamos desumanos.

Mas isto não é nada de novo:
Sócrates disse: conhece-te a ti mesmo.
Buda disse: o conhecimento de nós próprios permite quebrar o ciclo do sofrimento.

Eu gostava de acrescentar: vale a pena vir ao mundo só para saborear um gelado de chocolate.

2 comentários:

Ana disse...

concordo :)) lembraste-me que tenho mousse de chocolate negro no congelador (gelado de improviso ;) quanto à transcendência... ensina-me a experiência que, cada vida é um caminho. a nossa humanidade são as nossas raízes. e, tal como as árvores, a nossa copa cresce sempre proporcional às raízes ;)

Formiguinha disse...

Não tem nada a ver com este post, mas sim com o teu comentário: és tão engraçadinha LOL

Amanhã tenho lá um bicho novo. Já que sabes tanto diz-me o que é aquilo! Não é uma lagarta da couve, quanto muito uma lagarta da alface LOL


Jinhos***