Aracnídeo a precisar de apanhar solinho...



Andam 5 bicharocas destas no meu jardim. Todos os anos montam lá casa desde a Primavera até ao Outono, o que me dificulta as regas porque estou sempre com medo que uma delas esteja a trepar por mim acima. Para fotografar esta jeitosa meti-a dentro de um frasco e depois devolvi-a à teia. E com isto fiquei com pele de galinha, apesar dos 35 graus que estavam lá fora...
Chamam-se Araneus pallidus (aracnídeo pálido) e medem cerca de 3 cm de pata a pata. E fazem teias redondas, direitinhas, maravilhosas, obras de arte, tal e qual os naperons de crochet que as avós tricotavam.

Um pormenor com piada: só não existem aranhas maiores porque em vez de pulmões, elas respiram por uns tubinhos que deixam fluir o ar até aos orgãos interiores. Quanto maior a aranha, mais difícil é difundir o ar até ao interior do corpo, até que a partir de certo tamanho já não existe aranha funcional. Mas quando a atmosfera era mais rica em oxigénio, há milhões de anos atrás, existiram aranhas (e insectos) de tamanhos ...assustadores;) As aranhas também mantêm as melgas e mosquitos em níveis aceitáveis para o ser humano, comem bichitos que roem as folhas dos jardins, etc. E são o bicho que me consegue arrepiar mais à face da Terra, mas não o suficiente para me impedir de praticar macrofotografia LOL.

Agora se querem ver um bicho mesmo, mesmo fofinho, que fazia aqui a amarelinha em jantar num piscar de olhos, vão ao Blog dos Bichos.

6 comentários:

Formiguinha disse...

Aranhas não me metem medo! Só os ratos... grrrrrrr ... mas tive uma história de terror com uma ratazana ENORMEEEEEEEEEEEEEE quando era pequena.

Bom, já há news novas do fofinho ;)

Jinhos***

Joao Soares disse...

Ola,Rita
Muito grato mesmo pelos teus comentarios,sempre empáticos com aquilo que luto diariamente!
Também tens ideias novas para divulgar e dar a conhecer!
Esta semente que deixas já é mais que um alicerce: está a germinar em direcção à Luz....do Sol!!!

Um abraço muito amigo e carinhoso
Joao

maat disse...

leio no espelho:"É bom passar por alguém que nos sorri mesmo não nos conhecendo, porque isso quer dizer "eu sei que estás aí, eu sei que és humano como eu".




Sua semente de Beleza e carinho ficou mais Azul no "ardeo azul".
Um dia virá do fundo do mar para lhe agradecer.


abraço,

***maat

kaliandra disse...

Olá Rita,

Já estou aqui, em Exeter, UK.
Passei em Manchester, mas só conheci o aeroporto.

bjs.

eco_bio_veg disse...

Acho que as tuas aranhas sao iguais às que pululam Bruxelas. Hás-de ver se nao é igual à que eu tirei foto, que está instalada na minha janela.

phoenix disse...

Acho muito engraçadas as tuas descrições dos bicharocos que fotografas...:)
Infelizmente apesar do seu aspecto que nos assusta, as pessoas não utilizam os poucos neurónios que têm para se aperceberem que o que sentem é um medo injustificado, já para não falar - como disseste e bem - da importância para o controlo de insectos como as moscas.. só espero que quando se aperceberem disso, não seja tarde demais.
E vivam as aranhas :P

bjinhos